Que tal melhorar suas práticas de leitura e escrita? Se você tem mais de 50 anos, sabe ler e escrever, mas com dificuldade venha conhecer o Curso de Aperfeiçoamento em Leitura e Escrita, que será realizado pelo Ideac a partir de agosto, em sua sede no Jardim Paulista. Se esse não é o seu caso, mas você conhece alguém assim, encaminhe-o para o Ideac, pois isso pode fazer uma boa diferença na vida dessa pessoa.

As aulas ficam por conta da experiente professora Maria Angélica Durães Mendes de Almeida, que garante: “Somos capazes de aprender durante toda a nossa existência”. Os interessados podem participar de uma conversa sem compromisso no dia 23 de julho, das 7 às 8h30 ou das 18h30 às 20 horas, para conhecer os objetivos do curso e a professora.

A base do trabalho de Angélica segue o pensamento de Paulo Freire sobre a educação ser acessível às camadas populares e promover sua integração, inserção e reconhecimento social. “Todo o processo de ensino-aprendizagem parte do aluno: os temas mais significativos de sua vida, seu universo vocabular e o contexto em que vive. O mais importante é o aluno se sentir capaz. É ter o reconhecimento de que os saberes que ele já possui são considerados e validados pelo educador. E ter vontade de ampliar os horizontes e de participar de modo mais efetivo na sociedade letrada”, diz.

Sobre Maria Angélica Durães Mendes de Almeida

Formada em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, ainda estudante começou a lecionar em escola de educação básica, tendo percorrido os cursos de Fundamental 1, Fundamental 2 e Ensino Médio lecionando Português e Literatura. Também trabalhou como Coordenadora Pedagógica no Colégio Hugo Sarmento, escola particular na zona oeste de São Paulo. Posteriormente fez graduação em Pedagogia, assumindo depois a direção pedagógica da escola particular em que atuou por 32 anos. Fez Mestrado na PUC-SP no Departamento de Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem – LAEL. Em 2018 iniciou o trabalho social no Projeto PALCO como assessora pedagógica. O projeto promove o ensino da arte para pessoas em situação de vulnerabilidade social em escolas públicas e ongs. Desde 2018, exerçe o cargo de diretora efetiva da Escola Estadual Regente Feijó, na Freguesia do Ó, zona norte de São Paulo.

Leitura e escrita

A partir de agosto (duração 3 meses)

Duas aulas semanais: segundas e terças, às 7 da manhã (até 8h30)ou 18h30 da tarde (até 20h)

Local: Rua Pamplona 1326, 11º. Andar

Inscrições: email  ideac@uol.com.br

WhatsApp: (11) 999463554

Valor: R$ 130,00 cada quatro semanas, com material incluído.