Encontro virtual do Ideac dia 07/12.

O projeto Reinventar-se… sempre! do Ideac agora está de volta, com nome atualizado e realizado virtualmente. Depois de Silvio de Abreu, Maria Adelaide Amaral, Irene Ravache e Eva Wilma, esse ano será a vez do médico e escritor José Santana Filho. No dia 07 de dezembro, às 19 horas, ele participa do projeto Reinventar-se… já!, para compartilhar suas experiências de vida, suas reflexões e como se reinventou em uma nova profissão após os 50 anos.

O encontro será aberto e transmitido pelo Canal do Youtube do Ideac “O novo da velhice”. Santana Filho será entrevistado pelo economista Brunello Besso e pela psicóloga Francine Forte. A mediação será da psicóloga Maria Celia de Abreu, coordenadora do Ideac.

Nasce o escritor

Apesar de escrever desde sempre, como ele mesmo diz, Santana Filho nos últimos anos entrou no universo da produção literária. E não parou mais. Até o final do ano lança seu novo romance, “Antônia”, pela Editora Reformatório, que vai surpreender seus leitores pela originalidade do texto e riqueza dos personagens.

“Tenho uma carreira de médico de quase 40 anos e não vivo exclusivamente de literatura, mas hoje eu me percebo fazendo parte de um grupo de escritores ou pessoas ligadas à escrita, estou nesse meio. A literatura não é uma profissão, nem mudei o meu status, mas a minha vida depois que eu passei a escrever de verdade e intensamente ficou muito mais rica, a escrita é uma baita companhia. É o tal “como é bom poder tocar um instrumento”, de Caetano Veloso. A escrita, a leitura, são atividades muito solitárias e muito pessoais, eu quero envelhecer acompanhado da minha solidão”, ele comenta.

Santana Filho

José Santana Filho, 62 anos, nasceu em Balsas, interior do Maranhão. Passou a infância em cidades às margens do rio Tocantins e vive em São Paulo desde 1982, quando se formou em Medicina. É autor dos romances Flor de algodão (2018, indicado ao Prêmio Oceanos) e O rio que corre estrelas, seu livro de estreia de 2012; do volume de contos O beijinho e outros crimes delicados (2013) e de A casa das marionetes (2015), finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, na categoria Romance do ano.

Entrevistadores

Francine Forte é psicóloga pela FMU, com graduação em Administração de Recursos Humanos pela FGV. Atuou na área de RH, em programas na área de desenvolvimento humano. Atualmente está conectada com o tema Longevidade

Brunello Besso, italiano, economista, pai, avô ou “nonno como seu neto o chama”, ama a vida e a liberdade. Está sempre com um olhar atento e crítico, voltado para os temas da atualidade.